Região Turística Destinos do Quiriri - A valorização do regional a partir do município Ações voltadas ao ordenamento turístico na região despontam da época de institucionalização do Circuito das Araucárias de Cicloturismo; porém, somente em 2017 foi efetivada a contratação da consultoria e início dos trabalhos de elaboração do planejamento estratégico do turismo regional, culminando com a materialização e entrega do Plano de Desenvolvimento Integrado do Turismo Sustentável em fevereiro de 2018. Dessa forma, conforme a visão estabelecida sendo “Posicionar a região Região Turística Destinos do Quiriri, em 2027, como um dos principais destinos turísticos do sul do Brasil, a partir da oferta de experiências sustentáveis, inovadoras
e inesquecíveis”, impôs-se o desafio de até 2027 cumprir 59 ações nele criadas.

Frente a necessidade de ordenamento e posicionamento da região como um destino turístico, algumas ações vinham sendo idealizadas isoladamente e coube ao Consórcio Intermunicipal Quiriri, através de sua Comissão Executiva de Regionalização do Turismo integrar e otimizar esforços no sentido de implementá-las.

Uma das estratégias de ação adotadas foi motivar os prefeitos das cidadesconsorciadas a elaborarem seus planos municipais.

Neste sentido, o protagonismo das Associações Empresariais, bem como, de outros segmentos e atores locais foi fundamental para a contratação de serviços de planejamento locais. Na ocasião, três propostas apresentaram-se como possíveis e foram analisadas tecnicamente. Findo o processo de escolha, o SEBRAE iniciou importante trabalho de elaboração dos Planos de  esenvolvimento Integrado  do Turismo Sustentável - PDITS nos municípios de Corupá, Rio Negrinho e São Bento do Sul que adotaram este modelo de trabalho para compor seus Planos Municipais de Turismo. O município de Campo Alegre por razões técnicas, optou pela contratação da empresa Le Padron para compor seu Plano Municipal de Turismo; porém, todos alinhados ao propósito comum de regionalização das ações, fato este que foi acolhido tanto pelo SEBRAE como pela Le Padron.

Destaca-se a articulação de parcerias para o investimento econômico, humano e político realizado para o desenvolvimento dos Planos Locais e Regional.

Em 2018, durante a I Conferência Intermunicipal de Turismo foram ratificadas as ações do Plano Regional de Turismo Destinos do Quiriri.

Entendido como fundamental, disciplina e orienta a integração do poder público, iniciativa privada e comunidade na apropriação de responsabilidades para que cada ator da sociedade assuma a sua parte da responsabilidade pelo desenvolvimento das ações e participe ativamente do processo de desenvolvimento do turismo e consequentemente, da região.